– Respeito e amor ao alimento
– Valorização dos produtores
– Amor-próprio e autoestima
– Cozinha prazerosa e afetiva
– Abordagem holística do ciclo da vida e do alimento
– Retorno à natureza de tudo o que ela nos dá
Que a metodologia Favela Orgânica, baseada no “Ciclo do Alimento”, seja expandida e praticada cada vez por mais pessoas e venha a se tornar uma política pública essencial no combate ao desperdício e à fome.
Modificar a relação do ser humano com os alimentos, resgatando e valorizando a intimidade, o amor e o respeito que nós seres humanos devemos ter com a natureza que nos nutre e a relação entre nosso corpo e a terra, através da educação sobre o ciclo do alimento e o ciclo da vida.

O Projeto Favela Orgânica é uma iniciativa pioneira que teve origem nas comunidades Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. Surgiu em setembro de 2011, com apenas R$140,00, como fruto do olhar sensível e da iniciativa de Regina Tchelly. Com os objetivos de modificar a relação das pessoas com os alimentos, evitar o desperdício, cuidar do ambiente e mostrar que é possível acabar com a fome, o projeto já levou suas oficinas e palestras para outros estados do Brasil, como Bahia, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Sul e para o Distrito Federal, além do exterior, na França, Itália e Uruguai.

Sua missão é modificar a relação do ser humano com os alimentos, conscientizando as pessoas sobre cada etapa do ciclo da alimentação: começando do planejamento das compras e indo até o preparo e o descarte do alimento. Desta forma, possibilita a criação de hábitos e práticas alimentares responsáveis em relação ao meio ambiente e saudáveis para famílias e comunidades. Plantar ou planejar as compras, escolher os alimentos, preparar as refeições, consumi-las e cuidar minuciosamente dos resíduos são ações de extrema importância, que demonstram amor ao próximo e ao nosso planeta.

Ao participar das oficinas e palestras do projeto, é possível ampliar sua visão sobre o alimento, ao valorizar cascas, talos e sementes – que geralmente são descartados – como ingredientes e fontes de nutrientes. Enriquecendo, assim, sua cultura alimentar ao descobrir novos paladares e aumentando a qualidade de sua alimentação com a incorporação de novos pratos ao cotidiano. O objetivo é despertar em cada pessoa a responsabilidade pela construção de um mundo melhor, mais justo e saudável.

O Favela Orgânica também promove uma mudança na cultura de consumo e desperdício: compra-se menos e gera-se mais comida com a mesma quantidade de alimentos quando esses são aproveitados integralmente. As partes não aproveitadas na produção da refeição passam a serem vistas como matéria prima para a produção de adubo e não mais como lixo.

O termo “orgânica” que compõe o nome do projeto tem o sentido de valorizar a intimidade que nós seres humanos deveríamos ter com os alimentos que nos nutrem e a relação entre nosso corpo e a terra. O nome “orgânica” para o projeto quer lembrar o sentido de vida, de amor que é o de devolver para a terra o que ela nos dá com sabedoria.

Serviços

Oficinas do Ciclo do Alimento

Aproveitamento Total de Alimentos / Consumo Consciente / Compostagem Caseira / Hortas Caseiras em Pequenos Espaços / Palestras Motivacionais sobre o Ciclo do Alimento e o Ciclo da Vida
Oficinas podem ser realizadas individual ou coletivamente.

Gastronomia Alternativa

Café da Manhã / Brunch / Coffee Break / Buffets / Eventos Corporativos / Aniversários / Casamentos / Eventos em geral

Capacitação Profissional

Restaurantes / Cantinas / Escolas de Gastronomia / Hotéis / Feiras Livres / Centrais de Abastecimento (CEASA)

O Ciclo do Alimento